Está precisando de um dinheirinho extra e ficou se perguntando se é um bom negócio fazer a venda de suas milhas aéreas? Com certeza você não é o único!

Com a popularização de sites de compra de milhas aéreas, muitas pessoas começaram a fazer a venda de suas milhas acumuladas para adquirir uma renda extra, e como tudo que é novidade dá um pouco de medo, muitas dúvidas surgem na cabeça das pessoas que estão querendo fazer a primeira venda. É legal ou ilegal? É seguro? Vale a pena?

Na maioria dos sites o processo é o mesmo: faça a cotação, preencha o cadastro, venda suas milhas e receba o dinheiro em sua conta em até 48 horas.

Essa é uma oferta bastante atraente, principalmente para quem não viaja com tanta frequência e acaba deixando os pontos expirarem.

Cofre de porquinho.

É ilegal?

A grande verdade é que as companhias aéreas não gostam nada quando seus clientes fazem a venda das milhas, para eles é bem melhor quando as pessoas deixam suas milhas vencerem e depois de um tempo pagam uma taxa extra para reativá-las, mas no Brasil não existe nenhuma lei que proíba a prática de vendas de milhas aéreas, portanto por mais que as companhias aéreas façam cara feia, a venda não é ilegal.

É seguro?

Vale a pena?

Essa resposta depende muito do seu perfil. Se você é uma pessoa que quase nunca utiliza seus pontos e acaba deixando eles expirarem, vale a pena sim! Faça a venda e dê uma utilidade para esses pontos parados.

Agora se assim como eu, você é uma pessoa que deseja viajar o máximo possível, não vale a pena fazer a venda. Normalmente as empresas acabam pagando um valor menor do que elas realmente valem. Guarde todas as suas milhas para gastar com voos e hotéis e conhecer lugares novos.


E você? Vai vender suas milhas ou vai guardar para a próxima viagem?


avatar