Postado em 24/06/2020

Dizem por aí que a econômica da Emirates já é um upgrade. Será?

Minhas 2 experiências foram na classe econômica da empresa, no A380 e hoje eu vou te contar tudinho!

Cartões de embarque Emirates

Check-in

O check-in em Londres foi super tranquilo, fiz tudo através dos terminais de autoatendimento do aeroporto e inclusive despachei minha mala com muita antecedência, assim pude aproveitar para curtir Londres sem precisar andar com aquele peso todo.

Em Dubai a história foi um pouco diferente.

Não sei se a culpa foi exatamente da Emirates, ou se foi só um acumulo de pessoas, mas o check-in foi bastante demorado.

Fiquei mais de 30 minutos na fila para conseguir pegar o meu cartão de embarque e ir para o portão.

Depois de enfrentar a fila inteira, todo o processo foi bem tranquilo e fui muito bem atendida pelos funcionários.

Classe econômica

Eu diria até que os assentos comuns são bem parecidos com os assentos das classes + conforto de outras companhias aéreas.

Vale lembrar que por ser um voo muito mais longo, o voo que fiz com a Emirates para o Brasil teve um atendimento muito superior.

Nele foram distribuídos os amenities kits mesmo para os passageiros da classe econômica e ainda por cima disponibilizaram vários snacks e chocolatinhos para que todos pudessem pegar a vontade durante o voo.

Entretenimento

Pensa em uma companhia com variedade de filmes e séries…

O entretenimento da Emirates definitivamente não dá pra colocar defeitos.

Eles contam com uma variedade tão grande que 15 horas não são o suficiente para assistir tudo.

Alimentação

Outro ponto forte da Emirates é a parte da alimentação.

A comida é realmente bem gostosa e nem parece comida de avião.

Café da manhã da classe econômica da Emirates.

Atendimento

Não sei se é porque eu já tinha ouvido falar muito bem da Emirates, mas o atendimento realmente deixou a desejar nos 2 voos.

Tive muito a sensação de que haviam mais pessoas do que os comissários davam conta de cuidar sabe?

Coisas simples que acontecem em todas as companhias aéreas, como os comissários verificando se todos os assentos estão na posição vertical antes do pouso e decolagem, não aconteceram em nenhum dos 2 voos.

Fora que você quase não via comissários por perto.

Se precisasse de algo precisava ir lá pedir.

Outro ponto bem negativo que tive, foi que no voo da ida minha mala foi danificada.

Até então tudo bem, acontece.

O grande problema foi que quando eu e meu marido fomos no balção da Emirates fazer a reclamação (isso já em Dubai), fomos informados que a empresa só daria o reembolso de 50% do valor da mala e que para comprovar o valor deveríamos mostrar a nota fiscal de compra da bagagem danificada.

Óbvio que eu não ando com essa nota fiscal, inclusive acho que ela nem existe mais, já que a mala tem uns 3 anos.

E no final da história a mala foi avaliada em torno de 250 reais (claro que uma mala rígida e grande da Le Postiche custa bem mais que isso né?!) e deram 100 dirhams em dinheiro para compensar o gasto.

Achei essa postura bem inesperada para uma empresa com a fama da Emirates, mas enfim, foi o pior que aconteceu.

Vale a pena?

Diferente de voos para a Europa ou Estados Unidos, quando o destino é dubai não existe outra opção para nós brasileiros né?!

Mas no geral gostei bastante do serviço prestado pela Emirates, eles tentam bastante aumentar o conforto dos passageiros que vão enfrentar esse voo enorme de 15 horas.

Leia também:


Vai viajar e ainda não reservou o seu Seguro Viagem?

Então faça agora a sua reserva e garanta descontos exclusivos!

Boa viagem!

MEUPASSAPORTE5
avatar